Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Uma flor de cada vez

Um, dois, três, uma flor de cada vez. Quatro, cinco, seis, era uma história de reis e rainhas.

Uma flor de cada vez

Um, dois, três, uma flor de cada vez. Quatro, cinco, seis, era uma história de reis e rainhas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

14
Nov18

Uma surpresa australiana.

Eli

Em Janeiro vou à Austrália e a última cidade que vou visitar vai ser Melbourne. Este fim-de-semana estava a fazer a reserva do vôo que vou ter que fazer de Melbourne para Sydney no último dia - porque o meu voo de volta para França é em Sydney. Andava com Melbourne para cá, Melbourne para lá, vê aeroporto, escolhe aeroporto, nesse dia já deitava Melbourne pelos olhos. Eis que recebo uma MMS com um vídeo de uma amiga minha, a Stela.

...

 

Sempre gostei de gatos. Esses bicharocos fofos sempre me fizeram derreter o coração. Desde que cheguei a França que penso com muito carinho na ideia de ter um gato, mas passo regularmente os fins-de-semana  fora e as férias... hmmm... não tenho ninguém a quem deixar o animal. Sempre disse que não, que não tinha tempo, que não queria que o bicharoco passasse o tempo todo sozinho em casa, que ia ficar triste se estivesse no passeio e o gato em casa, que se me partia o coração de saudades. E tantas outras desculpas que tenho dado a mim mesma.

...

 

A Stela tem um hobby. Ela faz família de acolhimento para gatos. Tem 4 gatos dela em casa e outros 4 que pertencem a uma associação e que estão à espera para serem adoptados. Sempre que vamos lá a casa dela ela tenta fazer com que uma pessoa saia de lá carregada de gatos, se ela pudesse colocava-nos um debaixo de cada braço e outro enrolado à volta do pescoço tipo écharpe felpuda. Ela adaptou a casa toda dela de forma a acolher tanto gato. Tem 24 anos e está metida em montes de projectos relacionados com animais e a saúde animal. É vegetariana e está em montes de associações de defesa animal. Ela respira esta vida. Até faz formações na área da comunicação animal, e efectivamente, ela parece falar com os gatos. E com os cavalos. Porque também faz equitação. A casa dela está espectacular. Uma pessoa entra ali e parece que entrou no reino dos gatos. No vídeo que ela me mandou naquele dia fatídico de reservas de vôos, vê-se ela a fazer festinhas a uma gata que está para adopção. Tem 3 anos e chama-se...

 

Melbourne.

 

melbourne_gata.png

 

 

6 comentários

Comentar post